sábado, 31 de maio de 2008

A minha vida é
um edifício a descambar
uma boca sem fome
uma doença por curar
um mendigo que não come
um átomo que se some
um grito por soltar
um rádio em monotone
um sentido por achar
...............................

um acreditar sem fé.

2 comentários:

Corrector ortográfico disse...

"Mas aqui falaM-se de coisas sérias" --- Tem o M a mais

Alexandre Fonseca disse...

tem razão. já está corrigido. obrigado.